A partir dos 12 meses do bebé

 


O seu filho já tem um aninho!

Está tão crescido e durante os próximos 6 meses vai continuar a surpreendê-la ao começar a dar os seus primeiros passos sem se segurar.  Uma experiência emocionante que fará com que veja o mundo de forma diferente.

O bebé começa a dizer as suas primeiras palavras simples, como papá ou mamã. De dia para dia começa a expandir e a atualizar o seu vocabulário, que se torna cada vez mais complexo. Dentro de poucos meses poderá mesmo construir pequenas frases que certamente irão surpreender a mamã e o papá.

Durante esta fase o cérebro desenvolve-se de forma extraordinária. Entre os 12 e os 18 meses, a circunferência da cabeça aumentará cerca de 1,5cm. Por volta dos 15 meses a criança começa a assimilar o que aprende através dos 5 sentidos: o que ouve, o que vê, as texturas que sente e o que prova.

Os seus horários já são mais parecidos com os da família, com quem partilha as refeições e já consegue dormir mais horas seguidas pois já não necessita de ser alimentado durante a noite.

Já reparou como o seu filho começa a agarrar o copo com mais segurança? Significa que está a desenvolver a sua coordenação motora fina, ou seja, a capacidade de mover pequenos músculos para realizar movimentos mais precisos e delicados . Incentive-o a praticar, e deixe-o rabiscar uma folha de papel com lápis de cera ou dê-lhe dois ou três cubos para ele empilhar.

Aproveitem o tempo juntos, envolva o bebé nas suas tarefas, fale com ele e explique-lhe o que está a fazer. Peça-lhe para realizar ações simples, como alcançar um objeto. Esta é também a fase para ensinar hábitos através do exemplo dos pais, a quem o bebé vai querer imitar.

Esta, continua a ser uma fase crucial na alimentação: é fundamental fornecer uma alimentação variada e equilibrada atendendo às necessidades ainda muito específicas, e muito diferentes das dos adultos.

Agora que está mais crescido, o seu filho pode, e deve, experimentar uma variedade cada vez maior de sabores. Quanto maior for esta variedade, maior vai ser a aceitação de diferentes alimentos na vida futura.

As suas preferências alimentares estão cada vez mais definidas mas, nesta fase, podem mudar de um dia para o outro, e os brócolos que o bebé adorava ontem, hoje ficam no prato. É normal!

Para contornar estas pequenas crises domésticas, organize as refeições num ambiente tranquilo, sem distracções e estabeleça uma rotina. Evite dar alimentos ao seu bebé fora das refeições porque lhe vão tirar a fome.

A refeição é um momento de partilha com toda a família: É à volta da mesa que ele vai aprender a não interromper os outros, a segurar melhor os seus talheres e o seu copo e a portar-se bem.

Durante a refeição deixe o seu bebé comer ao seu próprio ritmo e não insista, porque se o bebé for pressionado e ficar ansioso, provavelmente irá comer menos ainda. E não se esqueça, o alimento rejeitado inicialmente pode ser aceite passado alguns dias!

Utilize louça colorida e própria para o bebé, que deve ser de um material inquebrável para sobreviver às várias quedas! O seu copinho adaptado deve ter pelo menos uma asa para que o possa agarrar com maior segurança.

O bebé gosta de comer com a mão mas vai-se habituando cada vez mais ao uso da colher. Se não quiser agarrar nela, ajude-o, colocando a colher no prato já com o alimento, para que ele acabe por a levar à boca sozinho.

O seu filho já está pronto para mastigar pedaços maiores. Pode começar a experimentar a carne, o peixe, os legumes e a fruta cortados em pedaços, maiores para os alimentos com texturas mais macias e menores nos restantes casos. Progressivamente habitue-o a pedaços cada vez maiores.

O bebé está a crescer e as suas necessidades nutricionais estão a aumentar. No entanto, dar-lhe mais quantidade pode não ser correto, já que o estômago do bebé tem uma capacidade 3 vezes inferior à dos adultos. A solução é dar-lhe alimentos ricos em nutrientes saudáveis e em quantidades adequadas ao seu pequeno estômago, de acordo com a recomendação do seu profissional de saúde assistente.

Para saber mais sobre a alimentação nesta etapa clique aqui.

A criança começa a associar as palavras ao seu significado, como por exemplo o “não”. Entenderá que esta palavra indica o que não lhe é permitido, no entanto, tentará dar a volta à situação pois pretende ver satisfeita a sua vontade.

A palavra “não” tornar-se-á uma das suas preferidas, porque faz com que os outros percebam do que gosta ou não gosta. Esta é a idade de os pais começarem a recusar.

O seu carácter está cada vez mais definido e tem cada vez mais autonomia, que deve ser encorajada sempre com alguém por perto para o ajudar quando for necessário. Embora esteja cada vez mais autónomo, o bebé continua muito dependente dos seus papás e da sua proximidade, e chora aquando da separação . O seu brinquedo preferido, que o acompanhará para todo o lado, irá ajudar nestes momentos...já descobriu qual é?

Desenvolvimento Bebe 12 meses
Nutrição a partir dos 12 meses
O seu filho não é um mini-adulto e continua a ter necessidades nutricionais específicas.
Ler mais
Nutrientes
Todos os nutrientes têm um papel importante no crescimento do seu bebé.
Ler mais
Bolachinhas
Desenvolvidas por especialistas em nutrição infantil, adaptadas às necessidades do bebé.
Ler mais
A Nossa Produção
Desde o primeiro dia até que chega à sua mesa.
Ler mais