Os 8 meses do bebé

 


A explorar...

O bebé gosta cada vez mais de se movimentar e diverte-se a gatinhar e a rebolar. Começa também a pôr-se em pé apoiando-se nos móveis que encontra pelo caminho. 

De pé ou a gatinhar, vai continuar a explorar o mundo. É nessa exploração que vai conseguir alcançar uma grande satisfação, uma sensação de liberdade incomparável, mesmo que não consiga passar muito tempo sem se aconchegar na sua mamã.

Se acha que já consegue mexer bem as pernas, espere para ver o que faz com as mãos ao agarrar até os objetos, colocar dentro de caixas, esvaziá-las, empilhar os cubos. As suas mãozinhas já conseguem agarrar até os objetos mais pequenos e apontar com o indicador. Em breve aprenderá também a dizer adeus com a pequena mãozinha.

O olhar do bebé investiga tudo o que alcança e toca, mas os seus objetos preferidos são os coloridos e brilhantes. Gosta de agarrar tudo para  de seguida explorar com a boca, pelo que deve-se ter especial atenção aos objetos a que tem acesso.

Já imita os gestos que faz com a família e os sons que ouve. Começa a associar nomes a pessoas ou a figuras que conhece (familiares, brinquedos, animais de estimação) e por volta do 9º mês o bebé já reconhece o seu nome e olha para quem o chama.

Gosta que lhe leiam um livro, com imagens de preferência, pois já captam a sua atenção.

Nesta fase o bebé não gosta de vestir a roupa e mudar a fralda e pode dificultar esta tarefa, mas com muita paciência, persistência e até brincadeira, deixar-se-á vestir.

A sua personalidade está em pleno desenvolvimento e o bebé gosta de chamar a atenção e de expressar a sua opinião! Fá-lo emitindo sons, palrando com polissílabos (dadada, mamama, papapa) e com as suas traquinices, como atirar objetos para o chão.

Começará a compreender o significado da palavra não. Mas não significa que lhe obedeça!

Alimentação em constante evolução...

O bebé começa a afirmar a sua personalidade e expressa-a particularmente na altura de comer.

Senta-se orgulhosamente na sua cadeira alta, onde se diverte na hora da refeição a bater no prato com a colher (a sua forma de chamar a atenção para dizer aos papás que está contente e com fome), e também na hora da brincadeira a atirar os seus brinquedos para o chão, observando-os atentamente enquanto caem.

O bebé começa a comer melhor da colher, mesmo que prefira comer com as mãos. 

Tem necessidade de conhecer os alimentos, de os sentir e até mesmo de brincar com eles, tornando-se rapidamente mais autónomo. Deve continuar a encorajá-lo a familiarizar-se com a colher e a começar a beber sozinho pelo copo adaptado, mesmo que ele se suje.

Como já consegue agarrar os alimentos, dê-lhe pedacinhos de banana ou cenoura cozida, um raminho pequeno de brócolos bem cozido ou uma bolachinha da Blédina e veja como se diverte a analisá-los e a comer. 

Mas atenção! Não deixe o seu bebé sozinho e não lhe dê alimentos que possam apresentar perigo de asfixia (por exemplo uvas inteiras, vegetais crus).

É importante dar a conhecer uma grande variedade de sabores para estimular o paladar do bebé e contribuir para a definição de preferências alimentares adequadas, sempre de acordo com as recomendações do seu profissional de saúde assistente.

O treino de aceitação de alimentos gradualmente mais sólidos e de paladares e texturas diferentes continua. E este é o momento de descobrir os pequenos pedacinhos! Mas atenção, mesmo que já tenha pequenos dentinhos, não é ainda capaz de comer como os mais crescidos.

A passagem da sucção para a mastigação é uma fase longa e complexa, mas não deve atrasar esta transição muito tempo, porque quanto mais tarde for mais complicado será. Comece por lhe dar pedacinhos pequenos e muito macios e mais tarde aumente progressivamente o tamanho e a consistência.

O bebé pode decidir testar os seus limites da paciência ao considerar a hora das refeições como um jogo. A solução é ficar calma e não ceder facilmente à chantagem. Tenha muita paciência e faça-o descobrir novos sabores e novas texturas que vão educar o seu paladar. 

Se o bebé rejeitar novos alimentos, tente perceber porque os rejeita, se é devido ao sabor ou à consistência. Na verdade, à semelhança do que acontece com os outros sentidos, o paladar evolui no decorrer dos primeiros anos. O melhor é variar os sabores, mas também as temperaturas e as cores. E insistir várias vezes!

Saiba aqui quais são os novos alimentos que pode dar o bebé nesta etapa.

Desenvolvimento Bebe 8 meses
Nutrientes
Todos os nutrientes têm um papel importante no crescimento do seu bebé.
Ler mais
O Nosso Manifesto
Uma nutrição adequada para ajudar o seu bebé a gostar de boa comida.
Ler mais
Tacinha Maçã e Bolacha
Uma boa opção para o lanche, e nutricionalmente adequado ao seu bebé.
Ler mais
Diversificação alimentar aos 8 meses
É tempo de estimular o desenvolvimento da mastigação do bebé.
Ler mais